Tecnologia do Blogger.


segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Resenha do Filme: " A ÁRVORE DA VIDA"



É difícil começar essa resenha.
Primeiro porque, “A Árvore da Vida” é um filme que desde muito antes de sua estreia, eu já queria assistir, pelo simples fato de que *Heath Ledger* faria o pai, que é feito por Brad Pitt.
Até onde eu sei, Heath estava aprendendo a tocar piano para esse filme.
E foi assim: do começo ao fim, da primeira a última cena da Brad Pitt era inevitável eu não imaginar que seria Ledger aí. Eu imaginava como ele faria cada fala, cada trejeito, cada olhar.
Brad, obviamente, está muito bem no papel. Talvez até mais do que em alguns outros. (Ultimamente ele tem feito papéis que mostram realmente seu talento e não apenas seu beeeelo rosto!).
Enfim, mas até mesmo pela história, eu me lembrava do Heath, vamos à ela, que vocês entenderão:

Filme complexo. Pesquisei no Filmow um pouco das opiniões do pessoal que já assistiu e concordo com aqueles que dizem: “você tem que sair da sala de cinema depois que o filme acabou, esperar uns minutos e aí sim, você vai adorar “A Árvore da Vida”.”
Filme vencedor da “Palma de Ouro” em Cannes. Muita imagem, muito detalhe, pouca fala, muita música, alguns efeitos.
Não estranhe se chegar uma hora no começo e você não entender nada, parece que você está assistindo a um filme diferente. Mas não, no fim você tira suas próprias conclusões.
Uma família cujo um dos irmãos morre. Todo o drama da mãe ao tentar lidar com a perda é comovente, mas o foco maior é na dor do irmão (Sean Penn na fase adulta) que ficou. Todas as lembranças relacionadas com o presente é o tema do filme.
O pai severo (Brad Pitt), que tenta criar os filhos para serem “vencedores” porque ele próprio se considera um perdedor, devido ao fato de não ter seguido seu sonho (de ser um músico).
Isso é “A Árvore da Vida”. Certamente, será indicado ao OSCAR, não sei se ganha, mas há muitas chances, porque assim que assistimos, temos a clara impressão de que é “a cara” do Oscar.
Quem não gosta de filme “parado”, quase sem fala. Quase um cinema mudo, porém com muita cor, desista, porque não vai conseguir se prender por 138 minutos.
É um filme que vale a pena para fazer reflexões. Para pensarmos sobre o valor da perda, de Deus e como superar a morte de alguém. (Explicado porque o filme me lembra mais o Heath além do que já expliquei?!)
Assista, pense, e depois conclua você mesmo o que achou desse sucesso. (Só não esperem maiores explicações sobre a morte do irmão.)
video

ONDE ASSISTI PELA 1ª VEZ: No cinema
QUANDO: em 01/09/2011
PORQUE EU ESCOLHI ESSE FILME: Porque era um dos filmes que eu mais queria ver desde 2008, por motivos já citados acima.
O QUE EU SABIA DE ANTE MÃO:
-Que Heath Ledger faria o papel do pai, agora interpretado por Brad Pitt
-Que Sean Penn estava no elenco
-Que era sobre uma história de uma família
-Que ganhou a “Palma de Ouro” em Cannes
-Que parecia ser uma história interessante
DIRETOR DO FILME: Terrence Malick
QUEM SÃO OS ATORES PRINCIPAIS: Brad Pitt, Sean Penn, Joanna Going,
QUE TIPO DE FILME É: Drama
DURAÇÃO APROXIMADA: 138 min
CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 10 anos
COMO É A HISTÓRIA PINCIPAL: (Texto retirado do site FILMOW): "A Árvore da Vida" aproxima o foco na relação entre pai e filho de uma família comum, e expande a ótica desta rica relação, ao longo dos séculos, desde o Big Bang até o fim dos tempos, em uma fabulosa viagem pela história da vida e seus mistérios, que culmina na busca pelo amor altruísta e o perdão.
TEM UM FINAL FELIZ: Pode-se dizer que sim, mas é meio confuso...
O FILME CORRESPONDEU OU NÃO ÀS MINHAS EXPECTATIVAS? Então..; É complicado. Achei o filme excelente. História muito boa, ótimas interpretações... Mas peca um pouco ao tentar relacionar TUDO (absolutamente TUDO, até dinossauros!!) com a morte do irmão, sendo que a morte em si, não é explicada. Faltou isso. Acho que faltou um pouco de “pé no chão” nesse filme e menos “viagem”. Porque esse filme é MUITO viagem! Hahaha
PONTO FRACO: Esse fato de não explicar direito a morte do irmão e é um pouco confusa também algumas partes que mostram a vida de Jack quando pequeno.
UMA CENA: A cena que o filho manda o pai calar a boca durante o almoço e o segundo fica possesso. Isso mostra como é complicada a relação entre eles e como chega uma hora que não dá mais! Mas é legal também a cena que o Brad toca piano. Muito linda.
UMA FRASE DO FILME: “Eu quero morrer para assim, ficar com ele”.
RECOMENDO ESTE FILME: Recomendo.
DICAS PARA QUEM PRETENDE ASSISTI-LO:
-Faça pipoca;
-Aproveite o filme!
-Não seja apressado de sair do cinema, tenha paciência. O filme vai ficando melhor ao longo do tempo... ;)

BOM FILME!!!!!!!
Kell ^^

(Maiores infos: *CINEPOP*)

8 comentários:

  1. Uau... este filme deve ser muito bom... boa resenha... Bjs

    ResponderExcluir
  2. Sabe aquele filme que vc fez a resenha:O discurso do rei, então to assistindo ele *---*
    Agora vou abaixar esse e assistir tbm :D

    Bejus
    http://minhaformadeexpressao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Entonces, eu adoro um bom filme doido, desses que a gente termina de ver e fica lá refletindo e às vezes é até preciso ver de novo pra entender melhor. Árvore da vida parece ser assim. Confesso que não vi porque gosto de ver esses filmes mais densos em casa. Vi Curioso caso de Benjamin Button no cinema, por exemplo. E nem preciso dizer que fiquei com dor na coluna, apesar do filme ser maravilhoso. hahahahaa

    Concordo contigo quando fala que Brad Pitt está mostrando seu verdadeiro talento nos últimos filmes, antes era tudo muito comercial.

    Fiquei ansiosa para ver o filme.

    Beijos,

    Ps:. Tem um passarinho azul (twitter) pousando aqui do lado. hahahaha. Bonitinho! :P

    ResponderExcluir
  4. Quanta dica boa aqui,


    Coisa boa,



    Bjkas

    ResponderExcluir
  5. è um filme complicado, eu na primeira vez que assisti nao entendi nada e com o tempo vo entendendo, mas podem assistir que voces vao gostar :D

    ResponderExcluir
  6. onde posso baixar esse e outros filmes sem vírus?

    ResponderExcluir
  7. Assisti e achei ruim. Está bem feito, mas a história é MUITO vaga. Se as 6 bilhões de pessoas no mundo assistirem, haverá 6 bilhões de opiniões sobre o filme, o que conclui-se que é um filme vago, sem opinião própria. Esperava bem mais.

    ResponderExcluir

Blogger Template Mais Template - Author: Papo De Garota